A perda auditiva é uma entidade bastante comum, ocorrendo em 3 a cada 1000 crianças nascidas e é uma queixa presente em 70% dos indivíduos entre 61 e 90 anos. Suas causas são inúmeras e suas manifestações vão desde a impossibilidade de desenvolver a fala e linguagem, nas crianças, até o isolamento e a depressão, na população de maior idade. Muitas vezes é necessária a realização de vários exames, que em conjunto com dados clínicos, analisados por otorrinolaringologista e audiologista altamente treinados e qualificados, permite um diagnóstico preciso e consequentemente um tratamento adequado. Contamos com todos os exames disponíveis para avaliação auditiva, desde os testes comportamentais até os testes eletrofisiológicos, capazes de avaliar toda a via auditiva, desde a orelha externa até o córtex auditivo em indivíduos de qualquer idade, desde o recém nascido até o idoso.

Audiometria Tonal

Logoaudiometria

Observação do Comportamento Auditivo - crianças de 0 a 6 meses

Audiometria com Reforço Visual - crianças dos 6 meses aos 2 anos de idade

Audiometria Condicionada Infantil - crianças de 2 anos a 5 anos de idade

Imitanciometria

Emissões Otoacústicas (teste da orelhinha)

Avaliação do Processamento Auditivo

Potencial Evocado Auditivo de Tronco Cerebral

Potencial Evocado Auditivo de Tronco Cerebral por freqüência específica

Potencial Evocado Auditivo de Estado Estável

Potencial de longa latência P300

Tão importante quanto o diagnóstico preciso é estabelecer um tratamento adequado. Por isso trouxemos aparelhos auditivos de amplificação sonora individual (AASI) com recursos que se adaptam a todos os tipos de perda auditiva e aos diversos estilos de vida e necessidades dos nossos pacientes.

Seleção e adaptação de AASI

Treinamento Auditivo para usuários de AASI

Treinamento Auditivo para os distúrbios do processamento auditivo

Otoneurologia é uma área específica da otorrinolaringologia onde se estudam os distúrbios relacionados ao equilíbrio humano. Popularmente conhecidos como "labirintites", existem mais de 100 quadros clínicos diferentes que causam tontura, sendo imprescindível um diagnóstico correto para a escolha do tratamento adequado. Dentre eles estão uma grande variedade de medicamentos, manobras de posicionamento e outras técnicas de reabilitação vestibular e em alguns casos cirurgia. Para isso, além de profissionais treinados e especializados nessa área , oferecemos equipamentos modernos e precisos que permitem um diagnóstico acurado:

Potencial evocado miogênico vestibular cervical (VEMP cervical)

Potencial evocado miogênico vestibular ocular (VEMP ocular)

Videonistagmografia

Eletrococleografia (Ecog)

Potencial evocado auditivo de tronco encefálico (protocolo otoneurológico)

Oficializada recentemente como área de atuação do otorrinolaringologista, a medicina do sono permite o diagnóstico e tratamento de vários distúrbios que acontecem no período em que estamos dormindo. Roncos, apnéia do sono, insônia, síndrome das pernas inquietas, sonolência excessiva diurna e transtornos do ritmo circadiano são alguns dos quadros que merecem nossa atenção especial. Temos uma estrutura montada com consultório próprio para atendimento nessa especialidade e experiência adquirida na prática com alguns dos profissionais mais qualificados no Instituto do Sono de São Paulo, um dos maiores centros de medicina do Sono do mundo.
Considerado um dos maiores desafios dentro da Otorrinolaringologia, o zumbido acomete cerca de 20-30% da população geral e tem inúmeras causas. A identificação da causa é essencial para o sucesso do tratamento assim como também a avaliação perfeita da extensão do distúrbio. Hoje em dia, os métodos mais utilizados para tratamento são medicamentos de ação no sistema nervoso central, além de próteses auditivas de amplificação sonora ou fontes de enriquecemento sonoro a depender de cada caso. Temos profissionais qualificados com treinamento específico nessa área além de novas tecnologias como os exames de acufenometria (exame do zumbido) e o TEM teste para identificar áreas de zona morta nas células do ouvido interno.
Além de profissional treinado em um dos maiores centros mundiais de laringologia (escola paulista de Medicina-UNIFESP), oferecemos infraestrutura completa para a avaliação dos distúrbios laringeos como a laringoestroboscopia, que permite a avaliação da vibração das pregas vocais em "câmara lenta", o que é essencial para a identificação de lesões discretas, assim como o diagnóstico de distúrbios funcionais onde não há lesões. Além disso, trazemos ao Piauí um protocolo de avaliação neurológica da laringe que permite o diagnóstico diferencial dos tremores e espasmos vocais naqueles casos suspeitos de disfonia espasmódica, tremor essencial e doença de Parkinson.
Abril 2018
Banho morno ou frio para febre?
Uma pergunta muito frequente no consultório é se uma pessoa com febre deve tomar banho frio ou morno ... [+]
saiba mais
Abril 2018
Quando medicar febre
A maioria das mães se desespera quando seus pimpolhos apresentam aumento de temperatura ... [+]
saiba mais
Março 2018
Cuidado com os remédios para dormir
Os distúrbios do sono são cada vez mais frequentes ... [+]
saiba mais
Março 2018
Qual a relação entre peso e apneia do sono?
Existe uma relação direta entre peso e apneia do sono. Com o sobrepeso, há uma tendência a acúmulo de gordura nas vias aéreas superiores estreitando o espaço aéreo ... [+]
saiba mais

Tel 86 3235-6000 - Cels. 86 9453-1000 / 86 98884-0197 / 86 98194-6574
Rua General Lages, 535 - Jóquei Clube - Teresina,PI - 64048-350