É muito frequente a pergunta sobre qual é a melhor posição na hora de dormir. Bem, não existe uma posição ideal para todas as pessoas. Cada pessoa tem a sua posição preferida e não deve contrariá-la. O sono é bem mais fisiológico e natural quando a posição natural de cada indivíduo é respeitada. Isso tem relação com a personalidade de cada indivíduo. Acredita-se, por exemplo, que pessoas que dormem com a barriga para cima são mais autoconfiantes, assumem mais posição de liderança. A presença de certas doenças, no entanto, podem obrigar a mudanças na posição de dormir. Pacientes com distúrbios respiratórios do sono como roncos e apneia devem evitar deitar em posição supina (barriga para cima), mesmo que essa posição seja a sua preferencial. Nesse caso, dormir em posição prona (barriga para baixo) ou em decúbito (lado) é mais aconselhável. Isso porque na posição supina, as vias aéreas superiores ficam mais estreitas e esses distúrbios tendem a piorar. Pacientes com refluxo gastroesofágico devem adotar a posição de decúbito lateral esquerdo e evitar decúbito lateral direito pois essa última posição retarda o esvaziamento do estômago, agravando o quadro. Outro aspecto interessante é o benefício de mudar de posição periodicamente durante o sono a fim de facilitar a circulação sanguínea. Isto significa que mesmo que você tenha uma posição preferencial de dormir, mudanças breves de posição à noite são benéficas .