Vários comportamentos inadequados em relação ao sono podem ser causa de distúrbios do sono como insônia ou alterações do ritmo circadiana ao alterarem a continuidade e distribuição das fases do sono. Assistir televisão no quarto à noite, por exemplo, interfere diretamente na liberação de um hormônio produzido no nosso corpo e que se chama melatonina. Esse hormônio tem a função de induzir o sono e sua liberação é inibida pela luminosidade da tela da televisão. Sugere-se, portanto, que o ambiente de dormir seja escuro e o mais silencioso possível. Outra medida importante é evitar o uso de estimulantes do sistema nervoso central como cafeína, por exemplo. Na prática, orienta-se o paciente a evitar mais que 3 xícaras pequenas de café por dia e que a última não seja após as 18 horas . Isso vale não só para o café mas também para todos os outros alimentos e bebidas que possuam cafeína como refrigerantes a base de cola, chocolates e chás pretos. A prática de exercícios físicos é bastante importante não só para o sono mas tambem para a saúde em geral mas deve ser evitada próximo ao horário de dormir pois estimula a liberação de adrenalina que é um hormônio altamente estimulante. Outras medidas também importantes são: Utilizar a cama apenas para dormir e atividade sexual (não usar computador nem fazer tarefas estressantes na cama); Se não estiver conseguindo dormir, levantar da cama, fazer algo relaxante e voltar para a cama apenas quando estiver realmente com sono; evitar uso de bebidas alcoólicas pois o álcool leva à fragmentação do sono evitando que a pessoa atinja as fases mais profundas e restauradoras do sono e tentar manter horários regulares de sono, mesmo nos finais de semana.